RESULTADOS

• Cristiane Santana Santos
"Fui abandonada pela minha família, sendo encaminhada para o SOS Criança, de onde não tenho boas lembranças. Aos 16 anos tive a grande sorte de ser acolhida, juntamente com um grupo de aproximadamente 100 jovens do SOS, para fazer parte de um projeto de inclusão social, em fase de implementação, a AMEM. Tenho o maior orgulho de poder contar que fiz parte da primeira turma do Programa Criançar pelo Esporte Maior, atualmente denominada AMEM – Associação dos Amigos da Criançar Pelo Esporte Maior."

• Ronaldo Júnior Rodrigues de Souza “Ronaldinho“
"Tive a oportunidade de fazer parte das primeiras turmas da AMEM em 1998. Cheguei ao programa sem nehuma perspectiva de vida. A AMEM mudou minha vida, todas as coisas que eram distantes para mim, que pareciam difíceis de alcançar, hoje, em grande parte são realidade. Tenho meu trabalho, minha casa, faço faculdade e consigo enxergar um futuro de muitas possibilidades. Quero do fundo do meu coração agradecer ao Dr. Marcos Arbaitman, aos Educadores e Parceiros de Ouro, que me deram essa oportunidade sem querer receber nada em troca, exceto, a garantia da minha felicidade através da reintegração social.

• Diogo Augusto Vieira
"A AMEM foi meu lar durante 4 anos, de 98 até 2002 quando atingi a maioridade. Foi um período maravilhoso da minha vida, só tenho a agradecer a Deus, as várias oportunidades que tive durante a minha morada na AMEM. Lá criei o sentimento de família e encontrei pessoas maravilhosas e trago boas recordações em meu coração. Os educadores em geral, sempre foram muito pacientes, dedicados, carinhosos e compreensivos comigo. As aulas de esportes eram as minhas prediletas, pois nos passavam muitos ensinamentos, o trabalho em equipe, o respeito e a vontade de vencer. Hoje, vendo a AMEM de fora, quero deixar registrado que sinto muita saudade de tudo que vivi. Para as crianças e adolescentes que vivem na entidade, deixo o meu recado: Aproveitem ao máximo todos os ensinamentos, atividades, contatos com pessoas. E estudem muito, porque vocês têm de pensar no futuro."

• Tuane Bernardes
"A AMEM foi uma verdadeira escola para mim, onde aprendi a trilhar o caminho do bem. Nela encontrei esperança de vida, recuperei a auto-estima, a vontade de viver e prosperar. Agora, eu trabalho, estudo, tenho amigos de verdade, encontrei a felicidade perdida e desperdiçada com coisas que não acrescentavam em nada na minha vida, ao contrário, eram destrutivas. Graças à AMEM eu aprendi que na vida, nós temos é que progredir e não agredir."

• Daniel Camargo
"Cheguei na AMEM em maio de 1999 e o que me chamou a atenção foi a oportunidade de praticar diversos esportes. A parte da educação foi muito importante, porque eram educadores excelentes, atenciosos e pacientes. Demonstravam que, realmente, entendiam nossos problemas e nos ajudavam em tudo. Tenho saudade dessas pessoas. Meu recado para as crianças da AMEM é que se esforcem nos estudos, tenham propósito na vida e que a escolha, sempre seja o melhor caminho, o caminho do bem. Dr. Marcos, muito obrigado."

• Marcus Vinícius Domingues de Almeida
"Cheguei na AMEM em 1999 e aproveitei tudo o que foi possível. Conheci pessoas importantes para minha vida no mais amplo sentido. Minha vida se modificou completamente e tudo isso graças a AMEM, que me deu educação, valores de vida e a possibilidade de trabalhar na Ericsson. Posso afirmar que sou feliz, tenho dois filhos e uma família maravilhosa. Meu conselho às crianças da AMEM é que elas aproveitem tudo, ao máximo, mas não só os bens materiais, porque tudo na vida passa. Não fechem–se num “mundinho”, conheçam as pessoas, sejam educados e atenciosos. Temos que mostrar para a sociedade que com um pouco de apoio, boa vontade, compreensão, nós podemos nos desenvolver. Sigam o caminho da felicidade."